Erros de Português Reprovam 46% dos Candidatos

Língua Portuguesa é matéria chave para a conquista de sua aprovação.
Você pode perder sua vaga por erros bobos!

portugues mais reprova concursos

Língua Portuguesa é a matéria que mais reprova candidatos em processos seletivos.
Uma pesquisa recente revela que “preguiça de ler” é apontada pelos jovens como a principal causa.

 

“Ah, Português a gente dá um jeito na hora da prova.”;
“É muito chato estudar Português!”;
“Estudar Português é besteira, a gente usa todo dia!”;
“Minha formação é ótima, nem preciso estudar Português.;”
“Eu odeio ler!”

 

Essas são as justificativas que muitas pessoas usam em relação à matéria de Língua Portuguesa.

Infelizmente, elas deixam a matéria de lado e se dedicam a estudar as matérias específicas ou de conteúdos que nunca estudaram na vida e acabam não dando a devida atenção para uma matéria tão importante.

E não estamos falando apenas do universo dos concursos públicos.

Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube) realizou uma pesquisa para descobrir “Por que o Português ainda é o maior reprovador em processos seletivos”

Nossos jovens estão perdendo vagas de emprego por não saber ler, interpretar ou escrever!

Português pode aprovar ou reprovar
O que você prefere? 

 

Sempre digo que, de modo geral, as pessoas não sabem estudar Português, pois normalmente pensam que é a teoria que deve ser muito bem assimilada, para depois fazer os exercícios.

Isso vocês devem deixar para os “Direitos”, que são matérias de assimilação. Português se estuda como Matemática, fazendo muito exercício, mas muito mesmo.

Vídeo Aula x Leitura

Não adianta tentar dar um “jeitinho” para estudar Português, você precisa ler e ler muito!
As vídeo aulas entram para complementar seu estudo, mas jamais substituem o poder da leitura de um texto.

Portanto, não é da teoria para a prática, mas da prática para a teoria que se estuda a Língua Portuguesa. Isso facilitará a assimilação daquilo que você compreende, trará o entendimento de como aplicar melhor a teoria na prática da prova.

E, ainda, proporcionará a soma de conhecimentos, pois aprendemos muita coisa com a própria prova.

 

Internet x Leitura

A internet causou em mim, e talvez em você, uma diminuição na atenção, um efeito similar ao do Transtorno do Déficit de Atenção (TDAH). Não que essa dificuldade de concentração seja um TDAH (que é neuro-biológico e tem causas genéticas), mas tem essa característica em comum. Aliás, os próprios parâmetros de diagnóstico de TDAH tem sido frequentemente revistos justamente por conta dessa alteração de comportamento, especialmente em escolas.

Já vi alunos passarem pelo mesmo problema e terem resultados catastróficos!

Sabe quando você tenta de tudo, e não consegue ler uma página sequer?

Você busca dicas de livros de ficção bacana, cheia de escapismo, com viagens para lugares distantes, coisas que você até curtia na adolescência…mas 10 minutos depois o que escapa é a sua atenção mesmo.

A pessoa fica voltando para o começo do parágrafo constantemente e sente que não memorizou nada, não absorveu nada, não guardou sequer o nome do autor do livro ou do personagem principal. É frustrante 🙁

 

O hábito

Nós precisamos nos desligar um pouco de vez em quando. Isso é um exercício e algo que você só vai aprender a dominar depois de um tempo, mas não desista. Reserve um horário para ler e use esse momento para relaxar!

A leitura é um hábito e um hábito se cria, se desenvolve, de pouquinho em pouquinho.

Não queira devorar um livro de 700 páginas em um único final de semana. Vá aos poucos. E, principalmente, não leia apenas livros das matérias que você precisa estudar para a prova. Leia livros por prazer!

 

Alicerce para resolver toda a prova

É relevante mencionar, ainda, que estudar Português ajudará você na resolução de toda a prova. Questões de matemática, direito ou qualquer outra matéria, fazem com que muitos candidatos percam pontos porque não entenderam o enunciado.

Eles não compreenderam o item da questão ou não sabem como interpretar a situação-problema colocada em análise.

Enfim, a dificuldade aí é de comunicação, ou seja, de falta de estudo de Língua Portuguesa.

Pode até ser complicado assumir isso, mas deslizes gramaticais, falta de conhecimento na elaboração de frases e falta de técnica de leitura e de conhecimento da estrutura textual levam as pessoas a errar questão de qualquer matéria, e não somente as específicas de Português – afinal toda a prova é elaborada nesta língua.

Isso é o que chamamos de Analfabetismo Funcional. Uma praga que invade nossas vidas, principalmente nas Redes Sociais.

 

Conclusão

Como o objetivo é vê-lo alcançar a conquista de uma ótima classificação, volto a dizer: não deixe Português para depois, faça o contrário; estude-o com constância e deixe para estudar as específicas quando sair o edital.

Sempre comparo um concurseiro a um maratonista. Imagine que um maratonista queira participar de uma prova de corrida como a São Silvestre e deixe para correr mesmo somente no dia da prova.

Ele não irá conseguir chegar ao fim, desistirá logo no começo, assim como você.

Se você deixar para resolver a prova somente no dia, não irá aguentá-la, desistirá antes do fim ou chegará sem fôlego…e sem nota.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *